quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Um bem-haja à celulite e acne dessa vida 🙋


Há certos comportamentos nos seres humanos ditos normais (porque os anormais pelo menos tem uma desculpa, ou nome especifico para o seu comportamento desviante...) que por mais anos que viva nunca vou compreender convenientemente. Chego a esta altura da vida e ponho-me a ter pensamentos profundos sobre o comportamento de alguns espécimes desta vida. Acredito mesmo que segui mal a profissão, pois a psicologia humana e a área da psiquiatria é algo que me interessa bastante. Tentar compreender a malvadez só porque sim, a motivação desses comportamentos e todo o contexto social e económico em que essas pessoas estão inseridas. Para mim tem de haver uma qualquer condicionante que é determinante neste tipo de comportamento de uns seres humanos para com os outros. Aquele lado lunar que o Rui Veloso fala, ou o lado negro de uma pessoa que tira prazer pessoal em simplesmente verbalizar comentários depreciativos em relação à outra pessoa. Algo tem de se passar ou passou dentro daquela massa cinzenta, para  destilar veneno gratuitamente. Não são só as figuras públicas que são visadas, no nosso dia a dia temos exemplos recorrentes de como as pessoas conseguem ser más umas para as outras. Tem de estar relacionada com uma tristeza interior ou pobreza intelectual, pois quem gosta de si próprio não parte para este tipo de "bullying" verbal para com quem muitas vezes nem sequer conhece... 

As polémicas recentes da suposta celulite da Sofia Ribeiro ou do Acne da Kendall, parece-me no minimo absurdo. Mas é suposto o pessoal ser feito do material da Barbie para se poder andar na rua ou ir a eventos públicos? Melhor, deixar de publicar as suas fotos NAS SUAS redes sociais? Mas quem é o anormal OU A anormal (que as mulheres muitas vezes conseguem deixar muito a desejar no que toca ao comportamento entre o  seu próprio género) que acha que uma mulher não pode estar à vontade com as suas imperfeições? E porque "carga d´Ã¡gua" lhe chamam imperfeições?? Que merda esta mania de rotularem as pessoas por aquilo que aparentam 😡 parece que quanto mais informação se tem mais mentes raquiticas povoam a nossa sociedade. 
As pessoas são de carne e osso, não de plástico mas isto é dificil de entender? Estamos vivos, carago! É suposto envelhecer, ganhar rugas, engordar, ter acne... 
Isso e a p*** da mania de rotular o pessoal como gordo e magro e ponto final. Isto não é normal, cada um é como é, e se sente bem consigo próprio, o que é que os outros têm de mandar bifes sobre a existência ou não de mais ou menos camada adiposa nos corpos dos outros??  É uma pessoa, com nome e idade e personalidade mas isso não interessa nada, interessa é se é gordo ou magro. Nem todos podemos ou queremos ter abdominais de tanque público ou depois de serem mães, ter ou querer a barriga da Miss Fitness 2017. Estou farta de dizer que o que é bom para um pode não o ser para o outro, certo? É dificil interiorizar o conceito?  😒

Mas eu sei que isso é de base, isto trabalha-se desde criança. É da responsabilidade do paizinho e da mãezinha lá de casa, educar os seus filhos para serem tolerantes com a diferença. E que acima de tudo é bom ser diferente, ser um individuo que não é padronizado numa sociedade onde a  carneirada é que é cool. 
Dá trabalho! Muito trabalho, digo-vos eu que educo uma criança. Mas quero olhar para ela e saber que não insulta ninguém, não discrima baseado em cor, raça, religião ou orientação sexual. É esta a diferença que quero fazer e deixar neste mundo. 
E porra, não é fácil, quando chega a casa e diz-me que as meninas chamaram isto ou aquilo a ela ou a outro. As crianças são crúeis? São sim senhora, mas é em casa que têm de ser orientadas e não o eterno responde na mesma moeda. Isso é o mais fácil para os paizinhos e mãezinhas desta vida.