quarta-feira, 12 de setembro de 2018

The Animal is Back!

Já devem ter visto por aí, que esta estação que vai entrar vai ser o mais animalesca possível 😅
Eu como sou uma gaja de gostos fixos sempre gostei deste padrão com consumo moderado. Tudo que seja exagerado, eu sinceramente não aprecio. Claro que um apontamento aqui e ali eu gosto e muito. Claro que cada um faz o que é melhor para si e para o seu gosto mas evitem ser confundidos com o animal em si, pela vossa saúde! Gosto disto tudo mas um de cada vez 😅




segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Monday Shoes

Segunda-feira para mim é sempre aquele dia que me apetece gritar : Nãoooooooooooooo! Está bem que já tenho 40 anos de segundas feiras mas sabem-me sempre da mesma forma. 
Uma maneira de me alegrar é mesmo falar daquilo que eu realmente gosto, sapatos! 
Não sei se sabem mas além do Instagram das vaidades normais, também tenho o insta dos sapatos, só sapatos! Eu encontro, gosto e partilho! É um bebé ainda mas gosto de imortalizar os sapatos que eu vou gostando por essa vida fora. 

Numa nestas pesquisas por sapatos neste mundo encontrei esta marca italiana Identità. Vamos lá esclarecer, não conheço mais que as fotos, nem se são bons ou maus ou sequer preços. Vi uma italiana a fazer uma review positiva e só! Assim como li comentários negativos de algumas pessoas que compraram e tiverem dificuldade em efectuar troca. Nada mais! 
A única coisa que posso comentar é que ADORO os sapatos e as botas. 
Se eu alguma vez, desenhasse uma linha de sapatos tinha de ser algo assim, elegante. 
Já sei que vão dizer que isto é muito alto e muitas iriam partir um fémur e afins, mas nada é tão elegante como estes saltos. 
A verdade é que sou muitoooo "picuinhas" com os tacões dos sapatos e botas, até posso adorar o sapato mas se o tacão não me agradar não compro. Para mim, basicamente muito se resumo ao salto ou tacão, como quiserem chamar aos ditos cujos. 
Agora vejam esta elegância, os botins vermelhos são simplesmente LINDÍSSIMOS!!! 












sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Amizades virtuais... estalou o verniz!

Online Girl by Look Studio / Shutterstock

Andam por aí a dizer que "estalou o verniz" no meio dos Youtubers. Entre as muitas queixas, destaco a deslealdade entre Youtubers que alguns só querem ser amigos de quem lhes potencie o próprio canal. Interesseiros, portanto! E a Sav Maria que anda neste meio virtual desde 2008, diz:
Mas afinal isto não foi o que já se passou há uns anos quando o que estava na moda era ter um simples blog? Um lugar onde não havia Facebooks e Instagrams desta vida. Tudo numa simples plataforma como um blog?
Era ver umas e outras a quererem ser amigas desta ou daquela que podiam chamar publico para o seu blog. Em tempos que uma blogger era uma blogger e não uma influencer digital, como lhes chamam hoje em dia.

Nunca gostei muito deste meio na óptica do blogger, gostava e continuo a gostar da interacção com quem está desse lado. Por isso, sempre me mantive na minha vidinha. Aprendi com algumas más experiências com pessoas que não valiam a pena ter conhecido mas até essas foram importantes para saber com o que contamos e (o quê e quem) queremos ou não ter nas nossas vidas (reais e virtuais). Posso assegurar que quem é "do bem" ficou firme por cá.
Não falo de quem não gosta de mim, todo o direito, que eu também não gosto de um bando de gente. Desses afasto-me, não acrescentam nada à nossa vida, não precisamos de gostar todos do mesmo. Refiro-me às que estão e ficam porque gostam mesmo, as verdadeiras estão lá; as interesseiras vão com o vento. Tenho pessoas que me escrevem a dizer que estão cá desde 2008 👀 e eu fico com o coração cheio. Ou que estão e gostam de estar 😊

Deslealdade era o prato (e é) da nossa vida em geral. Pessoas que tentam a todo o custo ganhar algo sendo amigo de A, B ou C, não porque gostam delas mas porque convém... pessoas que se aproveitam desta ou daquela para chegar (sabe-se lá bem onde 😅) .
Mas isto é novo? É polémico porque é com Youtubers? 😅 Tentem trabalhar fora do mundo virtual e digam-me se não se passa o mesmo, por vezes, bem pior!
Posso vos garantir de viva voz, esta que já trabalha há quase 20 anos 😝 este mundo é uma SELVA! E precisamos de estar sempre extremamente atentos para não sermos comidos por um animal mais esfomeado.
É como sempre me disse a minha mãezinha: tens de aprender a separar o trigo do joio. E no fim das contas, tudo se resume a isto.

quinta-feira, 6 de setembro de 2018

New Hair Style


Dizem que é a nova tendência para cor de cabelos, este aspecto de Rose Gold (podia dizer em português mas eu gosto mais como soa em inglês). 
Arranjar um bom cabeleireiro que nos deixasse os cabelos nesta perfeição como os da Sienna, de certeza que seria difícil. Só o mulherio sabe a dificuldade em encontrar uma cabeleireira que seja a nossa alma gémea, que entenda todos os nossos devaneios que passa pela cabeça. Reconhecer se é algo passageiro, fruto do TPM ou se é mesmo uma mudança para a vida. Cabeleireiras/os destes é como encontrar uma pérola dentro de uma ostra.  

Não fosse eu uma mariquinhas no que respeita a cabelos e até gostava de fazer uma coisa destas 😅
Mas é mesmo uma coisa em que tenho dificuldade, mudar de penteado, cor e feitio de cabelo. Sou daquelas "velhas" que não consegue ousar no que respeita à "crina". Gosto dela assim para o comprido e loira. Das poucas vezes que "ousei" mudar, praguejei todos os dias seguintes. E mal pude voltei às origens. Juro que admiro quem o faz, e leva o cabelo numa leveza das palavras: ele cresce! Gostava de ser assim mais ousada mas não sou! 

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Thanks, but no thanks! #7

Uterque
Cá está mais uma coisa que não me seduz... estas sapatilhas com esta sola que nem sei descrever. 
Está bem que está na moda (seja lá bem o que isso for) mas não consigo gostar disto. Faz-me lembrar os astronautas 😅 não que eu seja próxima o suficiente dos astronautas para dizer que eles usam estas sapatilhas mas é uma associação livre aqui da Sav Maria. 😆 Não gosto! 

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Bronzeando as Carnes



Chega o Verão e é imperativo pôr as carnes à mostra depois de meses em clausura em casacos, camisolas e afins. O primeiro choque entre a cor da pele e o ar que nos rodeia cheio de raios de sol que espelham na pele, é no mínimo traumatizante.
Começamos a cada oportunidade a pôr os pézitos ao léu para na ânsia eles perderem aquele aspecto de lula que se apoderam deles durante o Inverno.  E assim se vai começando a reduzir a roupa para se fazer um pré-estágio para os dias de praia que tanto ansiamos todo o ano. 
Claro que hoje em dia temos os filtros para as fotos que tiramos que ajuda bem a eternizar cada Verão mas os dias passados a fingir que somos um croquete ao sol são coisinha para me arrepiar. Aos meus 20/30 confesso que passava o meu tempo a tentar ficar mais castanha. Agora aos 40 fujo do sol, apanho-o moderadamente e arrepio-me ao ver o pessoal a tostar ao sol. De facto, a idade é algo maravilhoso, põe-nos a pensar que talvez não seja boa ideia tostar a pele por inúmeras razões. 
A minha mente joga ping pong quando vejo aquelas jovens no final do Verão, parecidas com um SuperMaxi 😃 só me apetece dizer-lhes: Já pensaram como vai estar a vossa pele aos 40/50 anos? Sabem que agora não vos faz nada mas com a idade isso reflecte-se? Claro que podem sempre recorrer ao Botox, aos "repuxamentos" das peles, são escolhas, claro! Mas tudo natural da natureza, a pele a tostar ano após ano, não dá bom resultado! Digo eu, que não sou dermatologista, nem especialista da coisa. Claro que tudo depende do vosso tom de pele mas falo daquelas como eu que de Inverno são um Milka e no Verão SuperMaxi.
Jovens, pensem a longo prazo! Vamos reservar os castanhos para os chocolates da Olá! Conselho da vossa amiga, usem filtros que é mais saudável e quando tiverem 40, não vão notar a diferença nas fotos 😅 mas a vossa pele vai agradecer. 




A quote a day keeps the doctor away #1311


quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Como é Malta? Vamos a Malta? 😅

Lagoa Azul
Eu sei que estou em falta no meu post sobre Malta. Ainda consegui fazer o post sobre Positano e Capri, foi doloroso demais 😅 Prometi mas andei estes dois meses em negação... ver todos a irem de férias, liberta a depressão em mim. São só fotos de férias e comida e corpos bronzeados... e eu não sou de ferro! Já sei que não me posso queixar mas de qualquer forma, para mim eram férias escolares e estava tudo bem na vida. Crescemos e cortam-nos regalias 😑 não acho correcto.

Agora sim, acho que estou em condições para reviver novamente as férias de Junho em Malta.
Apesar de ser um destino que aparente está na moda, Malta já estava nos nossos planos há anos. Mas muitas vezes não chegávamos a marcar por isto ou aquilo, aparecia sempre algum motivo ou outras opções. Desta vez como decidimos ir à zona da Costa Amalfi, lembrei-me que seria desta que poderíamos ir a Malta que estava ali ao lado.
E como eu gosto de marcar tudo direitinho e com antecedência, foi só delinear um plano. Toca a ler sobre Malta e o que seria melhor para lá ficar hospedada e transportes, o mais importante. 
Quem me conhece sabe que nestes casos, alugamos sempre carro (o que também aconteceu em Itália) adoramos explorar tudo direitinho. Mas em Malta li que conduziam como os ingleses e sinceramente ficamos apreensivos. Procuramos opções e vimos que a rede de transportes públicos era boa e cobria os principais sítios que queríamos ir. Compramos cartão da rede de transportes (cartão chamado Tallinja Explorer custa por volta de 21€) e fomos a todo o lado. A verdade é que sempre que entrava numa rotunda ao contrário, o meu cérebro dava um nó e o meu estômago acompanhava.  Uma sensação mesmo estranha. 
A questão menos boa para a qual alerto é o tempo que se demora nestes trajectos. As praias são mais a norte e nós ficamos em Valletta. 
Adorei ficar ali no centro da cidade onde tínhamos tudo a pé, saíamos para jantar e andávamos pela cidade com aquelas temperaturas maravilhosas. Mas se não alugarem carro e quiserem praia, fiquem uns dias em Valletta e os outros mais a norte e perto das praias. As praias não são muito grandes, vão preparados para isso 😅 mas são giríssimas.

Não vou estar aqui a dar lições de História sobre Malta pois quem quiser pesquisa um pouco e não faltam vídeos e artigos sobre o assunto. Exactamente o que eu fiz que eu gosto destas coisas.
Falo sim das coisas que gostei e dou a minha opinião. 

Fomos à Blue Lagoon em Comino, considerações: Cheguem cedoooo! Tentem ir logo nos primeiro barcos, que aquilo é muito bonito mas a partir das 10 da manhã, torna-se num rochedo cheio de pinguins 😅 Esqueçam areal, é rocha mesmo pura e dura. Vale claro pela água mas se chegarem cedo ainda aproveitam sem se sentirem mais um pinguim na paisagem 😅



Fomos a Mdina, é a antiga capital do país, e é rodeada por muralhas. São ruas lindíssimas e se forem ao final do dia (que eu recomendo) conseguem ver a cidade com uma luz incrível. É também um sítio muito visitado por ter sido onde se fizeram gravações para a série “Game of Thrones”.
As ruas, os edifícios, as portas e as vistas fazem desta cidade, um sitio obrigatório de passagem.




Em Valletta têm muito por onde explorar, a cidade é cheia de história e as varandas dos edifícios são dignas de umas tantas fotos. Os edifícios estão em plena reconstrução, lembra-me imenso a minha cidade do Porto que começou exactamente assim 😎 E é uma cidade com um potencial tremendo. O clima fantástico, os restaurantes com as suas belas esplanadas são convites irrecusáveis. 
Não podem deixar de ir à Co-catedral de São João (bilhete 10€), é lindíssima por dentro. E ainda podem ver a tela "A Decapitação de S. João Baptista", uma das obras-primas de Caravaggio.  Lá dentro encontram oito capelas, referente ao santo padroeiro das oito línguas (secção ou origens) dos Cavaleiros da Ordem. Entre elas, está lá a Capela de Castela, Leão e Portugal. Lá está sepultado Manoel de Vilhena um dos mais respeitados Grão-Mestres e muito querido da população maltesa. Curiosamente, tendo sido mais importante bem-feitor e dinamizador, na catedral o audio-guia não tem português... 😶















Marsaxlokk é uma pequena cidade piscatória, uma cidade na minha opinião não tão bem conservada mas os barquinhos fazem lembrar Aveiro. Tem uns restaurantes onde podem comer peixe fresquinho. 



Aldeia do Popeye, não vou dizer que não gostei mas se não tivesse ido não me tinha feito falta. Agora se perguntarem às crianças, foi demais! As férias também são para elas, por isso se elas ficam felizes, nós também ficamos 😅
Pronto, foi engraçado mas o cenário precisava de uma "conservaçãozita" e mais animação mas isto na minha humilde opinião. 




Se tiverem alguma questão, perguntem à vontade ♥ ajudo no que souber 😘