sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

E sol? Para quando?

RAS

Carmen Steffens 

Eu juro-vos que vou virar violenta e contratar alguém para "acertar o passo" ao São Pedro. Já não aguento tanta chuva seguida... queria um dia de sol, por favor! Gosto muito de estar enrolada no sofá e ouvir a chuva a cair lá fora MAS de vez em quando... sinto-me inundada de água pois eu só vejo chuva e mais chuva.
Não consigo deixar de sonhar com os dias longos e com o tempo ameno. Já não peço muito, não precisamos de saltar já para o Verão, ameno já chega para me animar um pouco. E o tempo das sandálias, dos dedos de fora... ai que saudades! Os meu pés já não aguentam sapatos ou botas, a imaginação para roupa encontra-se nas ruas da amargura. Os olhos tristonhos olham para os sapatos da próxima estação e só me apetece substituir o que está na sapateira com as cores de Verão. Um dia armo-me em maluca e venho de sandálias para tentar enviar um sinal a quem manda lá em cima na pasta da meteorologia.

A quote a day keeps the doctor away #486


quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Sparkling Silver and Gold

Se eu tivesse assim muito dinheiro para dar e vender só compraria peças de ourivesaria e com design. Eu gosto muito das criações que agora se produzem em território nacional.
A verdade é que o meu corpinho é daqueles que tem a mania que é fino e tudo que é bijuteria (em dias) fica escura e com mau aspecto. Eu bem tento dizer-lhe que a dona não tem plafond para tantas frescuras mas ele não me obedece, clama por peças de prata e de preferência Ouro. Nada a fazer...
 
No site online de venda de ourivesaria Guarda-Jóias,  Bruno da Rocha lançou uma nova colecção, que escusado será dizer que está verdadeiramente sedutora. Aliás, só isto define toda a colecção:
" As jóias Bruno da Rocha são contornos do espírito do autor. Cada peça, uma pequena escultura, uma etapa na sua viagem de sonho. Momento transformado em arte que se usa. Bruno da Rocha. Joalharia de Sedução."
 
Em parceria com o Guarda-Jóias, a temos a oferecer às nossas leitoras um vale de 20€ na compra de uma das novas peças do Bruno da Rocha (aplicado somente às novas peças que estão assinaladas).  
Basta irem ao site e perderem-se no meio de tantas peças.
O código para utilizarem no check-out é o seguinte: QOLER32K 
Eu quero todas!






A quote a day keeps the doctor away #485



...

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Há Mulheres com muita pinta #38










Imaginação a 3D

E no fim de semana anterior a mais uma turbulência, aproveitamos o fim de semana para ir visitar a 3D MagicArt. Assim que vi que estava cá no Porto disse que gostava de lá ir, e de facto é bem giro.
É um conceito diferente em que podemos interagir com a exposição e tirar muitas fotos. A mais pequena só queria aparecer nas fotos. Claro que acabou depressa demais, apesar dos 2.000m2 de exposição. São gargalhadas bem dadas a ver o resultado final. Usar as máquinas fotográficas e a imaginação são obrigatórias. Eu gostei!! E como gosto é de aparecer, fica a clássica foto do tapete vermelho com a SAV em cima.







A quote a day keeps the doctor away #484


sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Sentimentos

Eu gostava mesmo de saber onde se encontra um manual para conseguir lidar com os sentimentos... e um capitulo especifico para "lidar com os sentimentos quando somos mães".
Isto é tão complicado. Como será que conseguimos lidar com a perda e saber gerir esses sentimentos em frente à nossa criança? Bem, para mim está a ser mesmo penoso. 
Eu sou daquelas que para aliviar o que vai cá dentro tenho de chorar e chorar até que me sinta preparada de novo para levantar a cabeça. A verdade é que não posso fazê-lo pois não quero que ela associe a morte a tanta tristeza junta mas... no fundo é isto, é tristeza e eu não consigo lidar com a tristeza de outra maneira e sei que deveria...
Para completar o cenário de tristeza o meu cão acabou de falecer... não que seja a maior novidade do mundo pois ele já estava velhinho e doente mas foi ele que nos acompanhou durante 12 anos e isto é uma vida. E como se explica isto a uma criança sem chorar? Ou que a bisavó faleceu? Pois, tarefa árdua...
Dou voltas à minha cabeça para tentar perceber como fazê-lo sem me desfazer num pranto... é nestas alturas que tenho a certeza que não cresci o suficiente. É nestas alturas que olho para a minha mãe e vejo o pilar que gostaria de ser para a minha filha. A verdade é que ainda não consigo lidar e gerir bem estes sentimentos. Sei que vou aprender ou terei mesmo de aprender mas que me vai custar horrores, eu sei que vai...

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Adeus...


 
Não gosto da palavra Adeus, lembra-me sempre a partida de alguém deste mundo e são raras as vezes que a uso ou gosto de usar, gosto bem mais de um "até logo".
Eu tenho a noção que isto de morte nada tem haver com a idade e que infelizmente cada vez mais morrem jovens e pessoas demasiadamente novas. A verdade é que o tempo vai passando e começo a fazer aquilo que há 10 anos não acontecia tão frequentemente, ir a funerais. Não há pior coisa que ir a funerais para mim. São momentos pesados, carregados de sentimentos tristes e isso põe-me em baixo.
Aquele momento que sepultam o caixão para mim é devastador...
Quando fui ao funeral do avô da Artzinha, o cenário não podia ter sido mais marcante, chovia torrencialmente o céu vestiu-se de negro, os sinos repicavam e se foi na minha mente ou não mas para mim trovejou naquele momento. Arrepio-me só de pensar!
 
Nunca tive a sorte de conhecer os meus avós em vida, ou melhor a lembrança que tenho da minha avó paterna em vida é mesmo muito vaga. Eu era demasiadamente nova para entender e no fundo ela demasiadamente afastada de mim para poder sentir a sua perda verdadeiramente.
Ao longo da vida fui adoptando os avós dos primos e mais tarde do marido. Claro que não será a mesma coisa mas adoptamos as pessoas como sendo da nossa família e partilhamos a vida com elas. Adorava a bisneta (à maneira dela) a minha Sabrininhas. Vidas diferentes e feitios moldados por essa vida que foi difícil e cheia de obstáculos.
Ela chamava-me neta e só isso para mim já me aquecia o coração. Infelizmente partiu e agora fica aquele vazio parvo na vida. Detesto este fim da linha, este vazio.
É guardar as boas recordações no coração e na mente e desejar que descanse em paz, lá onde quer que esteja...

A quote a day keeps the doctor away #482